BOLSA DE ESTUDOS - MEXT - PESQUISA(PÓS-GRADUAÇÃO) FAQ


Dúvidas frequentes [faqs]

1) BOLSA DE PESQUISA (pós-graduação)

O que é a Bolsa de Pesquisa (pós-graduação)?

É uma bolsa para realização de pesquisas em universidades japonesas, que oferece ao interessado a oportunidade de cursar mestrado e/ou doutorado ao prorrogá-la.

O que é necessário para prorrogar a bolsa para um mestrado e /ou doutorado?

Os candidatos que desejam prorrogar a bolsa de pesquisa para realizar o mestrado ou o doutorado no Japão, em geral, depois de matriculados (por mais de 6 meses como pesquisador, aluno ouvinte, etc.,independentemente dos créditos) , deverão obter a aprovação no exame de admissão realizado na própria universidade dentro dos seguintes prazos: (Os 6 meses de curso de língua japonesa estão inclusos no prazo)

Mestrado na área de Humanas: 25 meses desde a data de chegada ao Japão
Mestrado na área de Exatas e Biológicas: 24 meses desde a data de chegada ao Japão
Doutorado na área de Humanas: 24 meses desde a data de chegada ao Japão
Doutorado na área de Exatas e Biológicas: 13 meses desde a data de chegada ao Japão

Mesmo em caso de aprovação no exame, o bolsista só continuará sendo beneficiado com o valor da bolsa após avaliação do MEXT. Caso não seja aprovado, permanecerá como pesquisador. (não é possível prorrogar a bolsa como pesquisador).

Médicos e Dentistas não poderão exercer a função sem a Licença do Ministério da Saúde do Japão, obtida por meio do Kokkashiken (Exame Nacional, site: http://www.mhlw.go.jp/general/sikaku/2.html).

Tenho 21 anos, preciso completar 22 anos para pleitear a bolsa de pesquisa?

Não.Você poderá pleitear a Bolsa sem problemas se desejar fazer somente pesquisa. Caso deseje prorrogar a bolsa para um mestrado ou doutorado no Japão precisará ter a idade mínima de 22 anos ao solicitar a prorrogação.

Atente-se ao fato de que no primeiro ano no Japão, você estará cursando língua japonesa e se preparando para o exame. Sendo que poderá considerar este ano como um ano complementar ao curso universitário.

Quantas vagas são oferecidas?

Não há um número pré-estabelecido de vagas. Conseguir a bolsa depende apenas do desempenho do candidato.

Posso levar o cônjuge?

O cônjuge pode acompanhá-lo como dependente. Porém neste caso o valor da bolsa continuará sendo o mesmo.

Não tenho ascendência japonesa posso concorrer?

Sim. Para pleitear as bolsas do “MEXT” não é necessário ter ascendência japonesa. É preciso ser brasileiro.

Faço 35 anos em 01/04 do ano de embarque, posso pleitear a esta Bolsa?

Infelizmente, você não poderá mais pleitear a esta bolsa. Poderão pleitear aqueles com até 34 anos em primeiro de abril do ano de embarque (o ano do embarque é o ano seguinte ao ano da seleção; a seleção ocorre anualmente).

Os benefícios são as passagens aéreas e o valor da bolsa. Quem providenciará a moradia? O Japão ou a universidade?

O valor da Bolsa é para custear as despesas do dia a dia no Japão, inclusive a moradia. Existem universidades que têm dormitórios para estudantes, mas a questão da moradia deve ser verificada junto à universidade após a aprovação final. Normalmente, o bolsista pode permanecer um ano nestes dormitórios. Depois deste período, é preciso alugar um apartamento que deverá ser pago com a bolsa.

O que acontece se eu não embarcar na data estabelecida pelo MEXT, ou se eu chegar atrasado no aeroporto e perder o vôo?

Caso o bolsista não embarque na data estabelecida pelo MEXT, as despesas da passagem serão arcadas pelo próprio.

E se por algum motivo eu tiver que abandonar o curso e retornar ao Brasil?

Em caso de abandono do curso, o próprio arcará com as despesas da passagem de retorno.

Os bolsistas têm algum seguro de saúde no Japão?

Todos os estudantes estrangeiros com visto de estudante devem entrar no “Kokumin Kenkou Hoken”, o seguro de saúde nacional do Japão.  Com este seguro o bolsista paga apenas 30% do valor da consulta e em caso de altos custos de internação ou tratamentos é possível solicitar o reembolso ou o empréstimo do valor necessário.

A pesquisa pode ser realizada em qualquer área? Como deve ser elaborado o projeto de estudo?

A pesquisa deve ser realizada na área de formação ou em áreas co-relacionadas à área de formação do candidato. Para verificar se a pesquisa na área desejada é possível favor consultar o site: http://www.jst.go.jp/index.html

O projeto deve seguir a seguinte estrutura formal:
Título
Resumo
Introdução (Contendo o Estado da Arte)
Conteúdo (Inserir justificativa)
Metodologia de pesquisa (Facultativo)
Referência Bibliográfica

O texto deverá ter no máximo 6 páginas em papel A4, fonte Arial 12, espaçamento 1,5 cm, margem superior e inferior 2,5 cm, margem direita 2,5 cm, margem esquerda 3 cm.). Para a inscrição, o Projeto de Estudo deverá ser redigido em língua portuguesa (aqueles que pretendem entregar o projeto em língua japonesa ou inglesa devem anexar a tradução em português).

Em projetos de pesquisa que requeiram bibliografia em língua japonesa, como em projetos relacionados à Língua Japonesa, à Literatura Japonesa, à História do Japão, à Legislação Japonesa, etc. , o candidato deverá apresentar um bom desempenho no exame escrito de língua japonesa.

Preciso saber as duas línguas; o japonês e o inglês?

Não. Para a seleção basta saber uma delas, pois apenas a maior nota entre língua japonesa e a língua inglesa será considerada.
No entanto é necessário ter o interesse em aprender a língua e a cultura do Japão e após a aprovação na entrevista é recomendável que o candidato estude o máximo que puder sobre os costumes e a língua japonesa.

Obs.: Em projetos de pesquisa que requeiram bibliografia em língua japonesa o candidato deverá apresentar um bom desempenho no exame escrito de língua japonesa.

O exame do ano anterior está disponível para consulta?

Sim. O exame do ano anterior está disponível no site: www.studyjapan.go.jp

Não tenho nenhum conhecimento da língua japonesa, tenho mesmo de fazer esta prova?

Sim. Você poderá concorrer à Bolsa com um bom conhecimento da língua inglesa, não havendo necessidade do conhecimento da língua japonesa, entretanto, a presença no exame de língua japonesa é obrigatória. A nota do exame de língua japonesa definirá para qual nível do curso será encaminhado nos primeiros seis meses.

Para ser aprovado para a entrevista basta ir bem no exame escrito?

Não. Após o exame de línguas a banca examinadora efetuará a análise da documentação e do projeto de pesquisa de todos que obtiverem a nota de corte. A nota de corte varia conforme o ano e o desempenho dos candidatos.

A aprovação na entrevista já é a aprovação final?

Não. Os candidatos aprovados na entrevista terão os documentos enviados ao Japão que serão avaliados pelo MEXT e pela universidade japonesa pleiteada. O resultado da primeira avaliação (Aprovação Provisória), do MEXT, é divulgado, geralmente, até a primeira quinzena de Janeiro do ano seguinte. E a Aprovação Final , aceitação pela universidade japonesa , será divulgada até um mês antes da data de partida.

Obs.: Há casos, muito raros, em que o candidato não recebe a Aprovação Final.

Como faço para entrar em contato com as universidades japonesas?

Após a aprovação na entrevista, o candidato deverá comparecer no Consulado com uma lista das universidades de seu interesse e consultar o catálogo com os contatos das universidades.(É importante efetuar uma pesquisa prévia quanto às universidades que oferecem pesquisa em sua área de formação. O catálogo com os contatos das universidades é disponibilizado apenas aos aprovados na entrevista.)
Você deve entrar em contato com o departamento da área de seu interesse, explicando que está pleiteando a bolsa de estudo do “MEXT” através do Consulado Geral do Japão em São Paulo. Informe os seus dados pessoais (auto-apresentação), anexe a cópia do comprovante de aprovação na primeira fase emitida pelo Consulado, o projeto e o histórico escolar traduzido para o inglês ou japonês. Solicite para que estes documentos sejam encaminhados ao professor competente. O candidato deverá verificar, após a troca de e-mails, se o professor trabalha na área de seu interesse e, somente então, solicitar a carta de aceitação (em inglês ou japonês), assinada e carimbada.
As universidades japonesas são divididas em nacionais, locais e privadas. Contatar, preferencialmente, as universidades públicas (nacionais e locais).
Não deixar de agradecer as universidades que responderem a sua solicitação.

Os sites das universidades podem ser acessados nas seguintes homepages:
- http://www.jst.go.jp/index.html (site em japonês) http://www.jst.go.jp/EN/index.html (site em inglês)
- Japan Student Services Organization (JASSO) : http://www.jasso.go.jp/
- Study in Japan : Comprehensive Guide: http://www.studyjapan.go.jp/

 O formulário da carta de aceitação pode ser adquirido no site ou no consulado. (Av. Paulista, 834 1ºandar). Você poderá indicar até 3 universidades.

*Realizamos uma noite de orientação sobre as bolsas anualmente.


MATERIAL COMPLEMENTAR

Estudar fora vale a pena, mas implica riscos

[Fonte:Folha de São Paulo, Caderno de Empregos 14/11/2004]
(clique aqui para ler a matéria)

Bolsas de Estudo: (11) 3254-0100 e-mail: cgjcultural5@sp.mofa.go.jp


INFORMAÇÕES PELO TELEFONE
O horário de informações pelo telefone é de segunda a sexta-feira (exceto aos feriados),
das 9:00 às 12:00 e 13:30 às 17:30 (Depto. Cultural)
TEL: (0XX11) 3254-0100

Passaporte Brasileiro
Bolsistas 2009 com o Cônsul Geral