Mensagem do Cônsul-Geral

2020/8/7

Cônsul-Geral do Japão em São Paulo
KUWANA Ryosuke

Olá, muito prazer.
Sou Kuwana Ryosuke e assumi o cargo de Cônsul-Geral do Japão em São Paulo no dia 07 de agosto.
 
Em primeiro lugar, presto as minhas homenagens às vítimas do novo coronavírus e me solidarizo sinceramente com os familiares por suas perdas. Apresento também as minhas palavras de incentivo e oro pelo pronto restabelecimento daqueles que se encontram em tratamento.
 
Gostaria de me apresentar um pouco. Após o ingresso no Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, cumpri um estágio de língua espanhola na Espanha, e em minha trajetória profissional, servi nas representações diplomáticas na Bolívia, nos Estados Unidos, no Chile, em Genebra, tendo sido no México o meu último posto. Tanto em Genebra quanto no MOFA, fui responsável, principalmente, por assuntos da diplomacia econômica, como aqueles relacionados à Organização Mundial do Comércio (OMC) e ao Acordo de Parceria Econômica (EPA).
 
O meu primeiro contato com o Brasil remonta há 30 anos, quando vim a São Paulo, no bairro da Liberdade, comprar produtos japoneses na época em que servia na Bolívia como um diplomata iniciante. Recordo-me que me impressionei naquela ocasião com a grandeza, a riqueza, a diversidade, a energia das pessoas aqui do Brasil e principalmente com o vigor dos nipo-brasileiros já totalmente enraizados dentro da sociedade brasileira.
 
O mundo sofreu grandes transformações no decorrer desses últimos 30 anos, e o aumento da presença de países emergentes como o Brasil é um fator de grande destaque. São Paulo continua sendo o maior centro de negócios e de difusão cultural da América Latina com a presença da maior comunidade nikkei no mundo e, justamente por este motivo, é uma metrópole de grande importância para o Japão. Portanto, sinto uma   grande honra pela designação de trabalhar aqui e, ao mesmo tempo, uma grande responsabilidade com esse desafio.
 
A minha missão à frente do Consulado-Geral do Japão em São Paulo é: 1) Assegurar a saúde e a segurança dos cidadãos japoneses, 2) Promover o desenvolvimento das empresas japonesas no Brasil e as relações econômicas bilaterais, 3) Divulgar a cultura japonesa e, através dela, promover a compreensão mútua entre os dois países. Pretendo me dedicar ao máximo para alcançar esses objetivos. Para isso, conto com o imprescindível apoio e o suporte de todos, principalmente dos membros da comunidade nipo-brasileira, que são as verdadeiras pontes entre o Japão e o Brasil. Assim, espero receber a valiosa colaboração de todos.
 
Desejo, em um futuro breve, visitar os estados que constituem a jurisdição deste Consulado, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e a região do Triângulo Mineiro, encontrar-me pessoalmente com todos, e aprender sobre cada região do Brasil. Entretanto, como encontros presenciais não serão possíveis por algum tempo, desejo conhecer as pessoas por videoconferências e, aos poucos, apresentar-me a cada um.
 
Acredito que este seja o início de uma nova era sem precedentes, na qual se incluem o novo coronavírus e o aquecimento global, e que sensos comuns de até agora já não funcionem tão bem assim. Atualmente, comenta-se sobre a necessidade de adequação à realidade desse “novo normal” e de repensar em novas maneiras de viver, desde formas de cumprimento à realização de negócios.
  
Mesmo assim, acredito ainda na existência de uma essência que não pode ser perdida; e que, dentro dela, o mais importante é o laço que conecta as pessoas. Creio que o grande desafio é o fortalecimento ainda maior da conexão entre os japoneses e os brasileiros, relação esta construída por antecessores, e das relações bilaterais entre os países.
 
O Consulado-Geral do Japão em São Paulo pretende enfrentar esse desafio juntamente com todos, adaptando-se ao novo normal. Sintam-se à vontade para conversar comigo sem cerimônias sempre que tiverem alguma questão para discutir ou alguma percepção para compartilhar.